1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017

O programa Minha Casa Minha Vida é subsidiado pelo Governo Federal, ajudando pessoas de baixa renda a terem a casa própria. Os valores são bem abaixo dos valores comuns do mercado o que facilita a vida de muitas famílias a saírem de situações de risco e insalubres.

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017. Imagem:divulgação

No ano passado as regras de financiamento tiveram algumas alterações que prosseguem neste ano de 2017. Isso significa que as taxas de juros que as famílias pagam pelos financiamentos irão aumentar para algumas faixas salariais. É preciso ficar atento em como se cadastrar para conseguir a tão sonhada casa própria através do programa.

Acesse e saiba mais informações: Minha Casa Minha Vida Inscrição

Como e onde se inscrever para o programa no Pará em 2017?

Como já dissemos, ocorreram algumas mudanças nas regras para esse ano. Talvez a principal mudança seja o surgimento de uma nova faixa de renda entre R$ 1.800,00 e R$ 2.350,00 e o aumento dos juros para quem recebe R$ 2.350,00 ou mais por família. Essa nova regra vai facilitar para que mais famílias tenham acesso a casa própria. Importante lembrar que famílias cadastradas anteriormente, não se enquadram nos novos contratos.

Para este ano a renda das famílias que não pagaram juros subiu de R$ 1,6 mil para R$ 1,8 mil ajudando ainda mais pessoas. Famílias que recebem até R$ 800,00 pagarão parcelas de financiamento de R$ 80,00. Quem receber de R$ 800,00 até R$ 1,2 mil terá de pagar 10% da renda nas parcelas. As rendas de R$ 1,2 mil até R$ 1,6 mil as parcelas serão de 20% da renda.

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017. Imagem:divulgação

As famílias que recebem entre R$ 1.800,00 e R$ 2.350,00 pagarão juros de 5% ao ano. E quem recebe até R$ 6.500,00, de acordo com as novas regras vai passar a pagar 8% de juros ao ano.

Além das rendas, para conseguir uma vaga no programa, você não pode ser proprietário, cessionário, promitente comprador ou usufrutuário de algum imóvel residencial; ser ou já ter sido arrendatário do PAR ou detentor de financiamento de imóvel residencial em qualquer lugar do país; não ter sido beneficiado com recursos orçamentários da União com relação a habitação; não estar cadastrado no SIACI e/ou CADMUT e não estar inscrito no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (CADIN).

minha-casa-minha-vida-para-2017

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017. Imagem:divulgação

Para fazer o cadastro você pode comparecer na Secretaria de Habitação Municipal munido de todas as informações que contém o site da prefeitura de sua cidade e com a documentação necessária. Famílias que vivem em áreas de risco, idosos, pessoas com deficiência e mulheres que sustentam a família tem prioridade tanto no cadastro, quanto no sorteio.

No estado as cidades que fazem parte do programa são: Abaetetuba, Ananindeua, Belém, Benevides, Bragança, Cametá, Castanhal, Itaituba, Marabá, Marituba, Parauapebas, Santa Bárbara do Pará e Satarém.

Acesse e saiba mais informações: Simulador Caixa Construcard

Quais os documentos necessários para participar do programa?

De acordo com o site oficial do programa Minha Casa Minha Vida, a entrega de alguns documentos é primordial para que as famílias possam se cadastrar e assim ter uma chance de conquistar a casa própria. É necessário que seja a documentação do responsável e do seu cônjuge.

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017

Minha Casa Minha Vida – Pará 2017. Imagem:divulgação

– CPF ou outro documento oficial que tenha o referido cadastro;

– Identidade ou outro documento oficial com foto e filiação;

– No caso de estrangeiros, a identidade estrangeira;

– Certidão que prove o estado civil: nascimento ou casamento (com averbações se necessário);

– Declaração de união estável;

– Declaração de beneficiário no PMCMV, renda familiar até R$ 1.600,00 – Recursos do FAR;

– Em casos especiais, é preciso que o estrangeiro tenha visto permanente no país; que caso não puder comparecer para assinar o contrato ou por ser analfabeto, é necessário que tenha uma procuração por instrumento público ou assinatura a rogo no contrato juntamente com a assinatura de duas testemunhas; se a pessoa for deficiente deve apresentar o laudo médico com espécie, grau, nível e CID da deficiência; e se for declarado incapaz (maiores de 18 anos), deve-se apresentar sentença judicial de interdição com o nome do curador.

Acesse e saiba mais informações: Minha Casa Minha Vida Belém 2017

Como funciona o sorteio do programa no Pará?

As famílias que forem selecionadas serão avisadas do local e da data do sorteio. Quando isso acontecer, é preciso comparecer com toda a documentação solicitada para a assinatura do contrato.

É possível que se faça um financiamento de até 120 parcelas com um valor de até 10% da renda da família que tem até 30 dias para se mudar para a nova casa

Recomendados para você: